InícioPortalBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe
 

 Sala do Diretor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 172
Data de inscrição : 03/09/2013

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeSab Set 07, 2013 10:45 am


Sala do Diretor


Instituto de Magia Durmstrang
 

Os raios do sol magicamente alterados para brilharem por todo o tempo demarcavam um corredor amplamente alterado! Em primeiro plano tudo que era possível observar era o grande e velho tapete de camurça num vermelho tão vivo que lembrava curiosamente a cor do sangue e em seu centro o tradicional brasão pomposo do castelo de Durmstrang. Se não fosse a grande atmósfera de magia empertigando o lugar ninguém descobriria o véu existe no meio de sua extensão. O tecido que de tão fino mal era sentido ao tato esvoaçava sempre para a direita como se uma brisa suave percorresse o espaço e o balançasse em seu descanso para tortura-lo pela eternidade dos brilhos do sol ali presentes, mas seu objetivo não era simplesmente existir! Sendo o espelho d'água que era ele era a demarcação final da pura ilusão que existia naquela sala. Logo que era transpassado o cenário parecia modificar-se por completo! Lembrando muito as velhas estruturas de apartamentos ingleses duas portas de Mogno se encaravam perfeitamente alinhadas uma de frente a outra e gravados em sua carne cada uma carregava o nome de seus ocupantes, a da direita o nome do diretor e a da esquerda o do vice-diretor de Durmstrang.

Sala do Diretor Separador-para-web

Por trás da porta que levava a sala do atual diretor de Durmstrang , poderíamos encontrar um espaço amplo, decorado com quadros  que mostravam a vida de Lukas Ithryn Lockhart, além de troféus ganhos durante sua juventude e diversas medalhas, brasões e conquistas de sua família, todos dispostos de forma ordenada em uma grande prateleira de cristal localizada ao lado esquerdo da sala. A mesa do professor era feita de madeira de demolição, um material rústico, um tanto quanto simples mas muito bonito visualmente. Da mesma madeira era feita a grande prateleira localizada aos fundos do ambiente, na qual poderiam ser encontrados centenas de livros, sendo que alguns eram de autoria própria do diretor. Duas poltronas vermelhas e absurdamente confortáveis podiam ser vistas frente à mesa, e a que Lukas ocupava era feita do mesmo material e cor só que de tamanho e detalhes diferenciados. No lado direito da sala uma grande lareira feita de um material avermelhado com inscrições douradas mantinha aceso durante todo o tempo um fogo de cor esverdeado, e ao lado dela estava a tão famosa penseira, utilizada quase que semanalmente pelo diretor para relembrar de fatos antigos. Um tapete negro, grande e macio podia ser visto na área central do cômodo,  e dezenas de objetos mágicos e itens pessoais do diretor estavam espalhados por sua sala. O local era grande, arejado, bem iluminado e um tanto quanto rústico, mas com um toque de modernidade e leveza da época. Era ali que Lukas passava a maior parte do seu tempo. Sejam todos bem vindos!


Voltar ao Topo Ir em baixo
http://durmstrang.ace.st
Teddy Lupin
Feiticeiros Distintos
Teddy Lupin

Mensagens : 10
Data de inscrição : 05/09/2013
Idade : 49

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeSex Out 18, 2013 3:26 pm

Teddy Lupin


Eu confesso que estou sempre com medo, sempre envergonhado do que está dentro de mim.


“Crack”. Um estalo fora ouvido e da lareira ao fundo uma fumaça esverdeada começou a se formar dando lugar a uma pequena fagulha que se expandiu formando labaredas verde perolada, revelando o novo visitante daquela tarde que dava inicio ao final de semana. Era Teddy Lupin, sua fisionomia aparente cansada, parecia abalado como se não dormisse a dias.

O primeiro passo fora dado, revelando que estava bem vestido, apesar das fuligens. Um cardigan marrom cobria parte da camisa, fechando com calça jeans clara e sapatos sociais. A varinha era mantida em mãos, estas que estavam cobertas por luvas preta de couro. Seus olhos averiguavam o recinto, surpreso com a nova decoração, que por afinal, a ultima vez que estivera ali era sobre a posse de Morpheus Dawmerith. Lukas, como sempre estiloso e extravagante com a sintonia dos móveis ali colocados. Seus lábios se curvaram em um sorriso torto pela nostalgia de rever o amigo, desde que abandonou o ministério, não tinha mais contato com ninguém, nem mesmo os antigos companheiros da Ordem de Merlin Classe A.

Seus passos eram sorrateiros, não se dava ao luxo de confiar nem mesmo no instituto, apesar de saber que o Ministério raramente se envolvia com eventos cotidianos do mesmo. A confiança era quase nula, não sabia mais em quem confiar já que Angellyca havia dito que alguém próximo estava por trás dos maus feitos de seu filho. - Homenum Revelio - Nada fora capitado, sequer uma presença. Já estava acostumado a utilizar daquele feitiço em qualquer recinto, uma boa forma de se precaver de surpresas desnecessárias. Lukas, ainda não se fazia presente. O que fez Lupin caminhar até uma das janelas, a qual dava vista para parte dos terrenos. Era bom estar de volta a sua segunda casa, por onde lecionou e até se tornou diretor de uma das casas por alguns poucos anos. De certa forma se sentia protegido e mais calmo para descansar.

A esta altura, o sol começava a se esconder por detrás das nuvens, tornando o céu numa mistura de laranja com vermelho, logo daria lugar a lua nova e a magia começaria a transbordar por boa parte daquele castelo. Era tudo fantástico como sempre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lukas Lockhart
Autoridades Máximas
Lukas Lockhart

Mensagens : 7
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 58

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeSab Out 19, 2013 8:43 am


Lukas Ithryn Lockhart


...Diretor do Instituto Durmstrang...
 

Lukas surgiu de algum lugar de dentro da grande prateleira de livros que havia em sua sala, mas fez questão de fazer um barulho considerável antes de aparecer, para não assustar Teddy e não pegá-lo de surpresa. A decoração atual do escritório, diferentemente das outras que já haviam sido usadas, agora lhe permitia ter mais privacidade e segurança sem nem ao menos deixar a parte principal do cômodo, graças a diversas passagens e esconderijos secretos. – Para um dos homens mais bonitos que já conheci você envelheceu bastante meu velho amigo.  Lukas aproximou-se da janela, local onde Lupin estava, e deu algumas batidas em seu ombro. Não carregava sua velha varinha e como de costume trajava roupas claras, as quais combinavam perfeitamente com sua silhueta e marcavam bastante seu corpo, que apesar de ‘velho’ ainda mantinha-se em forma. Os cabelos longos e loiros, sua marca registrada, ainda permaneciam intactos e faziam conjunto com a barba, não muito longa, mas bastante charmosa - visual adotado por Lukas para tentar parecer um pouco mais velho. – Pode largar a sua varinha e relaxar. Não vai encontrar nenhum inimigo ou qualquer outra ameaça aqui. Completou, parando ao lado do antigo ministro para que visualizassem juntos os terrenos do castelo. Graças aos compromissos e as diversas viagens trazidas junto com o cargo de diretor, fazia tempo que o Lockhart não tinha tempo de parar para observar o que há muitos anos havia ajudado a construir. – É lindo não é? Apesar de todo o sofrimento, de todas as dificuldades, o Instituto Durmstrang continua lindo. As quedas e todos os problemas que até hoje estão difíceis de resolver, não foram capazes de remover, muito menos de diminuir a beleza e a magia que esse lugar carrega... Outra coisa que também não mudou foi a lealdade  de algumas pessoas. Sei que você está passando por momentos difíceis, mas fique sabendo que sempre terá a quem recorrer caso precise. Durmstrang e quem for fiel a ela manterá sempre os braços abertos a um amigo. E finalizou, dando meia volta e caminhando em direção a sua mesa, sentando-se na poltrona vermelha que havia atrás dela. Esperava ser acompanhado por Lupin. Sobre a mesa feita de madeira de demolição havia uma bandeja dourada com dois cálices feitos do mesmo material e ambos estavam completados com água. Quando Lukas tocou o seu, a água se transformou em um licor de frutas silvestres, sua bebida preferida. Aquela era uma magia simples porém antiga, inventada pelo diretor, que transformava a água no que o que seu convidado mais gostava. – Sente-se Lupin. Estou muito curioso em saber o que você tem passado nos últimos dias. Encerrou, esperando por respostas.

_________________
Sala do Diretor Gnsr
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teddy Lupin
Feiticeiros Distintos
Teddy Lupin

Mensagens : 10
Data de inscrição : 05/09/2013
Idade : 49

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeSab Out 19, 2013 9:41 pm

Teddy Lupin


Eu confesso que estou sempre com medo, sempre envergonhado do que está dentro de mim.

Seus olhos permaneciam focando a paisagem proporcionada pelo castelo. Estava de fato feliz e mais calmo por estar ali presente, não ousou se incomodar com o barulho que veio do fundo do cômodo, era Lukas com toda certeza, seu nariz já havia captado o cheiro do amigo, afinal não havia esquecido do mesmo. - De fato, um dia todos envelhecemos, mesmo que nós dois podemos manter uma aparência jovial, no estado que me encontro, o cansaço já é visível. - Sorriu fraco, sabia que a forma galanteadora e cordial se referia ao estado em que se encontrava.

Sentiu o toque das batidas em seu ombro, e continuou olhando pela janela, sem fitar o mesmo. Por fim deixando com que a varinha escorregasse por dentro da manga do cardigan, era um feitiço simples que mantinha o condão oculto, pois se acaso fosse preso não achariam facilmente a varinha, facilitando então uma possível fuga se assim fosse necessário. Ouviu calado, tudo o que Lockhart tinha a dizer, apenas conseguia sorrir de forma desconcertada. Saber que mantinha a lealdade daquele lugar que o acolheu como professor por alguns anos o tranquilizava, e não existia nada melhor que poder se reconfortar com tais palavras. De certa forma, poderia se sentir em casa. - Apenas agradeço meu querido amigo. Não sei muito o que dizer, pois me deixou de certa forma, desconcertado... -

Virou-se de costas para a janela e acompanhou o amigo até a sua mesa, no pequeno trajeto observou alguns livros, os quais já havia lido no passado. Lembrava de que alguns até mesmo eram da autoria do diretor do instituto. - Com a sua licença. - Sentou-se com a deixa do amigo, e se apossou da taça, observando de forma curiosa o liquido mudar de cor parecendo com hidromel. Teddy levou o cálice a boca, e de fato era hidromel, uma magia básica, porém impressionante. - Como já deve saber, há alguns anos eu havia decidido abandonar o cargo de ministro, porém eu tive meu mandato caçado de uma forma mais rápida, que não tive tempo de pensar em uma forma de me safar. - Sorriu com a palavra, parecia mais um criminoso falando, mas não deixou de sorver mais um bom gole da bebida antes de voltar a falar. - Jullien cometeu alguns assassinatos... Dall havia me falado que poderia ser algum distúrbio do gene de licantropia sendo reprimido pelo sangue de veela que tem em suas veias. O que de fato explica algumas atitudes do meu filho, mas não consigo acreditar que o mesmo tenha arquitetado mortes tão bem elaboradas. Acredito que alguém está por trás disso, mas não tenho nenhuma pista. Abandonei a Ordem de Merlin, mesmo eles me jurando proteção, eu sabia que só causaria mais problemas para a Ordem. O Ministério quer a minha cabeça, vivo me mudando a procura de alguma resposta, mas cansei de fugir, irei atras de lealdade do atual ministro e preciso da sua ajuda meu querido amigo. Sinto como se estivesse pisando em ovos, e não sei bem como agir. Por enquanto, gostaria de pedir estadia em seu instituto. Este é o único lugar que sei que estarei protegido... - Abaixou a cabeça permeando com um dos dedos a boca do cálice, sabia que estava abusando da hospitalidade, mas não tinha mais a quem recorrer. Lukas foi seu parceiro na Ordem de Merlin Classe A, sempre foi um grande bruxo, que mesmo não aparentando a idade que tem, partilhou de grandes sabedorias com Lupin.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lukas Lockhart
Autoridades Máximas
Lukas Lockhart

Mensagens : 7
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 58

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeTer Out 22, 2013 8:31 am


Lukas Ithryn Lockhart


...Diretor do Instituto Durmstrang...
 

Lukas permaneceu sentado em frente a Lupin e ouviu cada uma de suas palavras, dedicando a ele toda a sua atenção. Tentava ligar os fatos, procurava em sua memória por algo que ajudasse Teddy a resolver a sua atual situação, mas infelizmente o conhecimento do diretor nesse assunto não era tão profundo. O Lockhart havia passado muito tempo fora antes de assumir novamente a direção de Durmstrang, e por isso não estava ciente de alguns acontecimentos, mesmo que importantes. – Meu amigo não me entenda mal, mas você sempre foi um excelente bruxo. Todas essas qualidades fizeram com que você fosse um dos melhores ministros que já tivemos. Posso estar me equivocando, mas seu filho, sendo seu filho, poderia muito bem ter herdado tais qualidades e usado-as de forma errônea... Pelo que parecia Teddy desconfiava de que Jullien tivesse arquitetado alguns assassinatos, mas para Lukas não era algo impossível. Com o passar dos anos o Lockhart aprenderá a nunca subestimar ninguém, pois para ele as coisas, ou pessoas mais simples da vida, eram as mais extraordinárias, e só os sábios conseguiam vê-las. – Mas enfim, se você acredita que tem alguém por trás disso é obvio que te darei todo o apoio que posso até que essa situação se resolva. Só preciso entender porque estão atrás de você. Devo ter deixado algo escapar, mas não foi Jullien o suposto culpado? Porque a necessidade de você estar se escondendo? Lukas levantou-se e caminhou novamente até a janela do seu escritório. Enquanto esperava por uma resposta que pudesse dar um pouco de sentido aquela situação, observava os jardins e alguns alunos que caminhavam pelos terrenos do castelo. Foi então que nesse conflito de pensamentos observou uma figura há muito conhecida.”O que será que ele está fazendo aqui a essa hora?” Perguntou-se mentalmente, confuso. Fazia muito tempo que o atual ministro não visitava o castelo, ainda mais na sua forma animaga. .“Só espero que dessa vez nenhum patrimônio do instituto seja danificado”. Lukas riu consigo mesmo e caminhou até a grande prateleira de cristal onde ficavam alguns dos troféus que havia recebido quando jovem e ficou observando cada um deles, perdendo-se completamente em seus pensamentos e esquecendo por alguns segundos que estava acompanhado. Consequências da idade.

_________________
Sala do Diretor Gnsr
Voltar ao Topo Ir em baixo
Teddy Lupin
Feiticeiros Distintos
Teddy Lupin

Mensagens : 10
Data de inscrição : 05/09/2013
Idade : 49

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeQua Out 23, 2013 1:39 pm

Teddy Lupin


Eu confesso que estou sempre com medo, sempre envergonhado do que está dentro de mim.


- Talvez ele possa ter feito mesmo, por vontade própria ou por algum distúrbio mental assim como os trouxas começam a intitular. Estarei de mãos atadas até quando encontrá-lo, pois só quando o fizer, saberei a verdade. - Disse cabisbaixo, se afundando na poltrona e terminando sua bebida. Não gostava muito de pensar no fato de que seu filho estaria matando por prazer, era seu filho e como pai deveria acreditar no melhor, deveria protegê-lo. Jullien passou por muitos problemas, ambos se conheceram já era tarde demais, a mãe, Victoire havia sido assassinada, e o pequeno Lupin foi apresentado a Ted em meio a uma guerra contra a Ordem da Hydra, dentro dos terrenos de Hogwarts.

Lupin levou a mão direita a face, afagando lentamente, lembrando do soco que tinha levado naquela época. Era bem forte para um garoto novo, e o havia acertado em cheio. Fora este o primeiro contato entre pai e filho. Afinal ele culpava o pai pela morte da mãe. - Eu sou o pai dele, como pai tentei protegê-lo e solucionar o problema sozinho. Escondi os fatos perante as demais autoridades, não o acobertei. Eu estava apenas ganhando tempo para conseguir resolver o causo sem alardes, o que não foi visto com bons olhos pelo atual vice-ministro da época, o que Dallas assassinou friamente tentando atrair a atenção para ele. - Lupin parecia se amargurar com tais palavras. Na época Dallas havia sido preso de propósito para ajudar Teddy, até então perante a sociedade os amigos se tratavam como inimigos, mas a vida sempre reservou surpresa para estes dois e por isso era eternamente grato pelo sacrifício de Howard para livrar o ex-ministro da cilada. O que deu certo por um tempo, tempo este que pode desaparecer nas sombras como Howard fizera uma vez.

Seus olhos foram de encontro com a silhueta do Diretor parado novamente de frente pra janela. Então se levantou e com pouco esforço tirou o cardigan, ficando apenas com a camisa social um pouco aberta de forma que se sentisse relaxado. - Não quero abusar da hospitalidade meu amigo, me contento com qualquer quartinho que estiver disponível. Não leciono mais, mas também nunca fui apegado ao luxo. Só quero apenas descansar, colocar os pensamentos em ordem e se me permite a palavra, gozar da boa companhia de seus livros. - Caminhou até uma das prateleiras, observando os livros mais de perto. - Alias, como tem passado? Não quero ser egoísta e depositar todos os meus problemas em suas costas. Sei que é um homem muito ocupado, mas tenho o conhecimento de suas aventuras. - Sorriu tentando se distrair, e por fim voltando a atenção para Lukas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lukas Lockhart
Autoridades Máximas
Lukas Lockhart

Mensagens : 7
Data de inscrição : 04/09/2013
Idade : 58

Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitimeSab Dez 28, 2013 4:00 pm


Lukas Ithryn Lockhart


...Diretor do Instituto Durmstrang...
 


Alguns dias haviam se passado desde a última conversa - interrompida por compromissos do diretor - com Teddy. Lukas havia deixado as portas de Durmstrang abertas para um dos seus amigos mais antigos, mas tantas obrigações e a correria, fardo por ser responsável por um dos maiores colégios de feitiçaria do mundo, fizeram com que ambos se afastassem por algum tempo. Cansado e ao mesmo tempo com prazer de sua rotina como diretor, o majestoso Lockhart então tirara um tempo para descansar (...) De volta a seu escritório, revirava seus relatórios semanais atrasados encaminhados pelos professores e nisso pode perceber a ausência do que correspondia à Catena, que lecionava no instituto.

O que teria acontecido com as suas aulas? Por qual motivo não foram dadas? Recostando-se em sua confortável poltrona, Lukas pensa por um momento em convocar o professor para uma conversa séria. Era inadmissível que ocorressem ausências TOTALMENTE injustificadas e que, com isso, os alunos deixassem de aprender. Aquilo não passaria em branco, não sem uma explicação convincente.  Porém, no momento em que convocaria Thomas magicamente, Lukas percebia que aquilo não era necessário - tais trivialidades eram dispensadas para bruxos como ele. Com um movimento calmo de sua varinha, o mais velho dos Lockhart usou de seu poder mental para adentrar a mente de Thomas e ver o motivo de seu desaparecimento. Lukas não costumava usar sua onisciência para motivos tão fúteis, mas a ausência de noticias e o fato de não saber sobre o paradeiro do professor fez com que o uso da habilidade fosse altamente necessária.

E foi aí que tudo mudou. Como uma cachoeira, memórias de uma conversa há muito esquecidas brotaram em sua mente. O parentesco antigo que tanto permeou seu pensamento estava de volta. O nome sem sobrenome... Savage... E tudo que este havia sofrido, agora como um filme, Lukas também sabia. Onde ele estava, contudo, seria seu desafio localizar. Talvez Nurmengard fosse seu próximo destino, e foi justamente nesse assuntou que Lukas passou os últimos dias se concentrando. Havia mostrado um certo interesse em Savage, não no seu poder propriamente dito, mas no que poderiam fazer com ele, caso o capturassem. Lukas além de Diretor de Durmtrang, e Auror por muitos anos, também era membro honorário da Ordem de Merlim Classe A, e achava ser sua obrigação se preocupar com assuntos que poderiam ter grande repercussão no mundo bruxo. O próximo passo? Procurar por Thomas e perguntar porque ele ministrava aquelas poções em Savage, e talvez, por que não, exigir informações do Ministro da Magia?

_________________
Sala do Diretor Gnsr
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Sala do Diretor Empty
MensagemAssunto: Re: Sala do Diretor   Sala do Diretor I_icon_minitime

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Sala do Diretor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Instituto Durmstrang :: Sala do Diretor e Vice Diretor-